7 Aplicações importantes para instalar antes de viajar

Viagens podem ser bastante prazerosas mas, ao mesmo tempo, verdadeiras dor de cabeça quando mal organizadas.

As tecnologias são agora meios indispensáveis para prepararmos e vivenciarmos as nossas viagens de uma forma mais descansada.

Siga uma lista de sete aplicações para preparar as suas próximas e incríveis viagens.

1 – eDreams

A eDreams define-se como uma das maiores agências de viagens do mundo, estando presente em 33 países.

Esta disponibiliza mais de 155.000 rotas de voos de mais de 450 companhias aéreas e mais de 1.100.000 de hotéis em 40.000 destinos.

A empresa desenvolve e utiliza as ferramentas mais avançadas para pesquisar milhões de combinações de voos e hotéis, garantindo desta forma o melhor preço e a maior conveniência aos seus clientes.

Com mais de um milhão de transferências e uma avaliação de 4,2 pontos em 5, esta aplicação apresenta “os melhores preços para voos, hotéis e carros”.

Ao utilizador registado é permitido guardar as pesquisas recentes e retomá-las mais tarde.

2 – TripAdvisor

O TripAdvisor disponibiliza conselhos de milhões de viajantes, dispondo também de outras ferramentas integradas que permitem a reserva de hotéis ao melhor preço.

De acordo com o site oficial, conta com 435 milhões de avaliações e opiniões, que abrangem mais de 6,8 milhões de alojamentos, restaurantes e atrações.

Será uma das aplicações com maior número de transferências, ultrapassando os cem milhões.

3 – Airbnb

O Airbnb é um site intermediário de hospedagens que não apresenta os tradicionais tipos de alojamento, como hotéis ou hostel’s.

Aqui é possível arrendar-se quartos, estúdios e apartamentos ou casas, geralmente por curtos períodos de tempo, a particulares.

Por essa razão o aluguer dos espaços tem tendência a ter um preço mais acessível.

Com uma avaliação positiva de 4,4 pontos em cinco, esta aplicação pode ser efetivamente uma mais valia quando tem um orçamento mais limitado ou quando os hotéis da zona para a qual quer ir estão esgotados.

A aplicação exige o registo de utilizador para puder ser usufruída.

Viagens e Hoteis

4 – GoEuro

A GoEuro permite reservar viagens de comboio, autocarro e até voos na europa, em mais de 600 empresas.

Os bilhetes adquiridos podem ser consultados mesmo com o utilizador offline, não precisando de ser impressos.

Para além desta vantagem, permite evitar as filas de compra que podem ser demoradas, originando até a perda do transporte.

Já foi transferida mais de um milhão de vezes.

5 – VisitaCity

Com mais de 3000 cidades pelo mundo, esta aplicação permite planear detalhadamente as atividades a realizar.

Dispõe de itinerários pré-definidos que podem ser acedidos offline, assim como mapas da cidade.

Na aplicação, atrações famosas, como a Torre Eiffel, contêm as informações de visita (preço, horários) e áudio-guia.

Tem uma avaliação na PlayStore positiva, com 4,5 pontos.

6 – PackPoint

Quantas vezes já foi viajar e esqueceu alguma ou várias coisas?

Basta selecionar na aplicação para onde vai, quando e quantos dias vai, que atividades pretende realizar e faz-se magia.

A aplicação gera automaticamente uma lista do que deve levar.

O que não pretender levar de todo pode ser eliminado. Quanto ao que pretender basta selecionar a quantidade e assim que estiver na mala marcar na aplicação.

É possível partilhar, através de mensagens, email ou até Instagram, a lista de coisas a levar com outros viajantes.

7 – Worldpackers

Para quem pretende viajar por períodos de tempo mais longos e dispõe de um orçamento limitado, a solução apresentada por esta app pode ser a ideal.

Através dela é possível trocar habilidades, isto é, mão de obra por hospedagem e/ou outras mordomias.

Entre os anfitriões disponíveis para alojar encontram-se hostel’s, quintas e organizações não governamentais.

Aos interessados basta o registo, candidatarem-se às vagas disponíveis e esperar uma resposta positiva dos anfitriões.

Depois de aceites, basta combinar com os anfitriões e embarcar.

Como ganhar dinheiro vendendo arte? Investir na reprodução das obras?

A Internet veio possibilitar a chegada do reconhecimento do artista e da sua arte a todas as partes do mundo. Seja arte digital, desenho, pintura, ilustração, etc., existe um mercado para ela, esteja esta onde estiver.

Para começar a vender a sua arte tem duas opções: investir ou não investir. Ou seja, investir na reprodução física das suas obras ou não investir vendendo a sua obra através de empresas que reproduzem a obra por si, servindo de intermediário entre si e os seus clientes.

Dois websites que funcionam como intermediário reproduzindo as suas obras são:

RedBubble e MiPic – Ambos oferecem uma grande variedade de produtos. Desde relógios de parede a chinelos, desde molduras a capas de proteção para o telemóvel e a única coisa que tem de fazer é digitalizar as suas obras de arte, no caso destas não serem digitais, e disponibilizá-las nos sites.

RedBubble permite-lhe escolher a percentagem de lucro que pretende ganhar sobre cada produto vendido.

MiPic paga-lhe 20% de qualquer um dos seus produtos vendidos.

Em ambos os sites, a partir do momento em que disponibiliza a sua arte para compra, recebe uma espécie de mini-site indexada ao website geral para que possa demonstrar e partilhar a sua arte.

Caso tenha a oportunidade de investir pode recorrer aos sites de venda tradicional como o Ebay, por exemplo.

Se viver numa cidade de tamanho considerável e com afluência turística significativa pode optar por vender as suas obras diretamente nas ruas.

Mas lembre-se, para que possa fazer dinheiro com a sua arte o essencial é que as pessoas a vejam.

A mostra das suas obras pode ser feita nas ruas, no caso de serem de suporte físico ou através das redes sociais no caso de serem em suporte digital.

Caso tenha a possibilidade de investir, trate você mesmo das reproduções das obras pois assim conseguirá preços de produção mais baixos do que os praticados pelos websites acima, aumentando significativamente as suas margens de lucro.

Pode, ainda, recorrer a sites como o Etsy para vender os ficheiros digitais da sua arte. Através dele é possível vender formatos JPEG, PDF, etc., para que o cliente possa fazer o download instantâneo da arte, imprimindo onde e como quiser. A compra da obra de arte em formato digital permite eliminar o custo dos portes de envio e, ainda, eliminar a espera da chegada da obra de arte.

O inconveniente deste website, ao contrário dos acima mencionados, é que exige o pagamento mensal por cada anúncio colocado, no valor de $0.20, mesmo que você não tenha vendas. Cobrando ainda 3.5% por cada venda efetuada com sucesso.

No caso de ter ficado interessado em ver uma galeria artística no RedBubble ou no MiPic, poderá ver as minhas através dos links:

Galeria RedBubble

Galeria MiPic